Mitologia

A história do surgimento do mundo e porque ele deve acabar, os magos de um ponto de vista nunca retratado antes.

Lendas, que se tornaram verdades, verdades que se tornaram lendas

No início, antes mesmo da tríade surgir, existiam apenas seres poderosos, espíritos naturais conhecidos como Celestinos. Cada celestino decidiu criar um Reino que chamavam de “Jardim”, entre todos eles havia um Celestino mais poderoso, conhecido como o Primeiro (Uno, Deus, Gaia a nomenclatura depende do paradigma de cada um). O Uno chamou seu jardim de Eden e este era o Jardim mais belo entre todos os jardins que seus irmãos criaram, e ele criou a partir da terra um Homem que chamou de Adão e uma Mulher que chamou de Lilith.
No centro do reino existia uma árvore, a maior árvore de todo o Eden e o fruto desta árvore contia todo o conhecimento da existência, então o Uno ordenou que Lilith e Adão jamais poderiam comer aquele fruto, ele queria seus filhos puros e sem saber a verdade sobre a existência. Ele ordenou que Adão se ocupasse da vida animal e Lilith da vida vegetal, ele deveria prover comida e ela deveria prover o que mais precisassem, como uma mãe, uma esposa, mas Lilith traiu a confiança de seu criador e consumiu o fruto do conhecimento, neste momento sua mente foi inundada com o passado, o presente e o futuro, toda a verdade sobre a existência e assim surgiu o “Primeiro Desperto”. Quando retornou para os braços de Adão não o via mais como um amante, ela agora entendia o que acontecia e não o amava, não queria se deitar com ele, então Adão a tomou a força e no momento de seu sofrimento, o Uno viu que ela havia comido o fruto proíbido. Então o Uno a trouxe pra perto dele e os dois se amaram.
Um dia Lilith pensou que fosse tão poderosa quanto o Uno e questionou sua sabedoria e poder, com raiva por tamanha petulância o Uno a baniu do Eden para sempre e pediu para que seu irmão mais novo, Lúcifer (Aqui cabem outros nomes de divindades que comandam o submundo, como Hades), guardasse os portões do Eden e nunca mais deixasse Lilith retornar, mas Lúcifer se apaixonou por Lilith e resolveu a protege-la do sofrimento de vagar sem rumo onde não havia nada, então a presenteou com um manto que faria com que ela viajasse em segurança para onde ela quisesse ir e assim eles se despediram, Lúcifer criou uma Espada de Fogo que seria a chave do Eden e guardou os portões do Eden para que Lilith nunca retornasse. O Uno viu que não poderia criar novamente um ser tão poderoso quanto Lilith e criou Eva a partir do sangue de Adão, para ser sua esposa e assim eles nunca seriam tão poderosos quanto ele e viveriam no Eden sem precisar ter conhecimento sobre o certo e o errado.
Lilith então vagou por todos os Reinos da existência, conheceu tudo que havia e decidiu que era hora de retornar para o Eden e mostrar para o Uno que ela era tão poderosa e tão sábia quanto ele. Ao chegar ao Eden Lilith encontrou Lúcifer guardando o jardim de seu irmão mais velho então pediu para entrar, Lúcifer a princípio negou, mas ela prometeu que não faria mal algum para o jardim, apenas gostaria de falar com o Uno. Então Lúcifer iludido por sua beleza e por seus sentimentos a deixou entrar. Quando entrou Lilith descobriu a existência de Eva e teve ciúmes, ela se transformou numa serpente e enganou Eva para que comesse o fruto proíbido e o compartilhasse com Adão e assim Eva ingênua o fez.
Neste momento os céus se tornarão escuros e trovões cortaram o silêncio, o Uno irado pela traição de Lúcifer, quebrou sua espada de fogo e o condenou as profundezas onde jamais poderia sair e condenou Adão e Eva a viverem fora do Eden para toda a eternidade, a partir daquele momento ele não os ajudaria mais, seus filhos viveriam para sempre a sua própria sorte, trilhando seu próprio caminho. Ele também expulsou Lilith que se juntou a Lúcifer e recolheu metade da espada de fogo pois talvez um dia eles pudessem ser perdoados e pudessem retornar ao Eden para junto do Uno. Este momento de fúria do Uno gerou muito mais do que punição para todos a sua volta, ele fechou o Eden e o recolheu para os confins mais longínquos do mundo espiritual, onde só poderia ser encontrado se a espada de fogo, a chave para o jardim fosse reconstruída, os sentimentos de fúria do Uno desequilibraram o mundo e a tríade perdeu o equilíbrio, a teias da Construtora que compunham a Tellurian começaram a crescer sem limites e não puderam ser impedidas, a Destruidora se corrompeu e tentava destruir tudo em sua frente. O Uno viu que havia exagerado e tentou compensar, mas assim começava uma luta eterna entre o bem e o mal e assim surgiram os guerreiros do Uno que ficou conhecido como Gaia em sua própria mitologia.
Lilith e Lúcifer se transformaram em amantes e tiveram seis filhos, três homens e três mulheres e viveram em paz em seu próprio Jardim por muito tempo. Até que veio Caim, a traição de Caim fez com que o Uno o expulsasse das terras dos humanos e o fizesse vagar pelas terras de Nod, Lilith ficou compadecida por seu sofrimento e tentou o socorrer, tentando fazer dele um semelhante, mas seu coração já estava corrompido e ele se transformou em algo completamente diferente, o primeiro Vampiro, mas Lilith o levou para seu Jardim e o recebeu como um amigo, ou um filho e o abrigou por um tempo, então Caim resolveu seguir seu próprio caminho. O que Lilith não sabia é que um dia ele iria voltar, juntamente com sua prole profana para destruir a vida de Lilith, por algum motivo Caim a culpava por seu sofrimento e assim ele e seus filhos destruíram os filhos de Lilith e se alimentaram deles. Seus avatares se fragmentaram e seu uniram a Trama, Lilith tomada pelo sofrimento resolveu adormecer e fechou seu jardim, esperando a hora que pudesse acordar e trazer seus filhos de volta a vida, ela sabia que haveria que os seres que habitavam o mundo mortal causariam sua própria destruição e neste momento a o mundo espiritual se confundiria com o mundo mortal e ela poderia recuperar seus filhos e ter sua vingança contra Caim.

OBS: Esta história foi escrita pela livre interpretação do Narrador, através de fragmentos tirados do “Livro de Nod”, “Revelações da Mãe Sombria”, “Registros Prateados”, “Mago a Ascensão” e “O Livro da Wyrm”

Mitologia

Mago A Ascensão - Um Novo Mundo, uma história antiga otavio_goldoni