SAM V

Adepto da Virtualidade

Description:

SAM é uma experiência da Tecnocracia, ele descobriu que na verdade foi criado como parte de um projeto que visava o fim da guerra da ascensão através da destruição dos avatares dos magos tradicionallistas. Ele é tímido, fraco fisicamente mas compensa com sua super inteligência e seu raciocínio rápido.

Bio:

Eu não posso dizer a ele o que aconteceu, porque ele mesmo é uma afronta a Tellurian e quanto mais souber, mas vai chamar atenção para si.
O Ano é 2001, mas nós somos o futuro deste mundo. Lembre-se disso.
Seu nome é SAM V (Sistema Aplicado a Meta-humanos Versão 5). Nascido e criado nos laboratórios da Tecnocracia, SAM foi um trabalho em conjunto entre magia e ciência. O projeto consistia em criar humanos com as melhoras qualificações, através de seleção e manipulação tecnomágica para que os limites impostos pela realidade consensual pudessem ser rompidos, criando assim humanos superdotados.
SAM é o quinto no projeto. Seus antecessores ou “irmãos” apresentavam resultados inferiores aos dele em todos os testes realizados durante seus 15 anos, com exceção do número 3. SAM3 como era conhecido, conseguia resultados superiores ao SAM5 durante alguns testes, mas seus resultados eram completamente aleatórios. Já SAM5 era completo e preciso nos resultados.
Criados longe dos apegos familiares, os jovens desenvolviam suas habilidades mentais e capacidades psíquicas sem influencias externas. Eram trancafiados em tanques minúsculos com líquidos viscosos, recebiam descargas elétricas na tentativa de estimularem ao máximo as sensações transmitidas pelos sentidos. Eram levados ao extremo. A Tecnocracia percebeu que todos haviam despertado desde o dia em que foram concebidos.
Para a Tecnocracia os resultados foram excelentes e logo a pesquisa seria ampliada. Porém, um dia o Nº 3 simplesmente enlouqueceu. Seu poder entrou em colapso. Cargas estáticas começaram a devastar o laboratório. Na primeira explosão, dois tanques foram destruídos matando o Nº 1 e o Nº 4, nesta hora senti parte de mim se perder.
Os cientistas entraram em pânico e alguns foram soterrados quando parte do teto desabou. Nº 2 ficou gravemente ferido. Não havia mais nada o que fazer, antes de seu corpo desfalecer sua essência se uniu a mim e seu corpo padeceu. Nº3 estava agora totalmente descontrolado. O alarme soava. Vi através das câmeras de segurança os homens de preto enviados pela Ordem da Razão. Em pouco tempo tudo estaria acabado. Nas comunicações, a ordem era para eliminar os experimentos. Iriam recomeçar. Falhas não eram permitidas.
Decidi agir. Pelo menos um deles iria viver. Comecei a guiar SAM5 para fora do laboratório. Esta foi uma tarefa que esgotou todo o meu poder, pois a parte que o acompanhava estava fragmentada e fraca de mais. Mas mesmo assim continuei. Quando SAM5 já estava quase fora do laboratório, senti meu poder se reunindo no Nº 3 por alguns segundos. Tempo suficiente para realizar o que era preciso para impedir que isso se repetisse. Reunimos nosso poder e enviando uma poderosa onda de energia, apagamos todas as informações sobre o projeto dos computadores, mas esse efeito foi de mais para nós. Nº 3 se desintegrou com a quantidade de paradoxo acumulado destruindo o que sobrou do laboratório e da equipe, Nº 5 que já estava fora do laboratório foi enviado ainda mais longe com sua memória apagada e eu me fragmentei, espalhando partes de mim pela rede.
Eu o enviei para uma capela de Adpetos da Virtualidade. Onde eu sabia que suas habilidades seriam uteis e cuidariam bem dele. Ensinariam o que seria preciso para ele sobreviver as investidas Tecnocratas e lutar na guerra da Ascenção. Sua luta está só começando. O mundo ainda é um lugar estranho para ele. Mas eu sinto que ele vai conseguir. Com a minha ajuda e com o máximo de aliados que conseguir.